A Associação cultural Ó da casa surgiu com a criação do “Guimarães noc noc”, uma mostra artística informal, que decorreu nos dias 1 e 2 de Outubro de 2011. Desde essa data, a Ó da casa é um colectivo que dedica-se à promoção das artes e artistas desenvolvendo projectos no âmbito cultural.

The cultural association Ó da casa! Appeared with the creation of “Guimarães noc noc”, an informal art show, which took place on the 1st and 2nd of October 2011. Since then, it dedicates the promotion of the arts and artists to develop projects in the cultural sphere.

O colectivo:

Adriana Miranda Ribeiro é licenciada em Ciências da Comunicação pela Universidade da Beira Interior e frequentou uma Pós-graduação em Televisão e Vídeo no CEV – Centro de Estudio del Vídeo – Escuela Superior de Comunicación, Imagen y Sonido – Madrid, com bolsa de estudos atribuída pelo ICAM. Residiu em Madrid durante 7 anos onde trabalhou em projetos televisivos desempenhando várias funções nos canais AXN, Animax e Sony Entertainement Television. Foi também responsável pelo Departamento Português de Marketing e Publicidade na empresa Creditaria, Grupo Financiero e integrou o Departamento de Imprensa do Festival de Cine ‘El Ojo Cojo’. Voltou para Portugal em 2008 e colabora em inúmeros projetos como jornalista, redatora e tradutora.
Andreia Reis, licenciada em Ciências da Comunicação, especialização em Publicidade e Cinema, começou a trabalhar em 2002. Primeiro como editora de conteúdos online, depois como web designer, mais tarde como copywriter, por fim, como responsável de comunicação numa empresa de materiais de construção.
Em 2006, rumou a Lisboa para uma especialização como assistente de guarda roupa na primeira série da Floribela. Colaborou na série Jura e em 4 séries de Morangos com Açucar. Em 2009 especializou-se em continuidade e foi anotadora na telenovela Deixa que te leve. Voltou aos Morangos como anotadora em Janeiro de 2010 até meados de 2011. Actualmente continua como anotadora freelancer.
Délia Pereira de Carvalho nasceu em França no ano de 1975. Como habilitações académicas possui o Bacharelato em Desenho na Escola Superior Artística do Porto (ESAP) e a Licenciatura em Design Industrial pela Escola Superior de Artes e Design (ESAD). As artes plásticas assumem um papel preponderante a partir de 1999 e desde então tem participado em várias exposições coletivas e individuais em Portugal, Macau e recentemente em Munique, Alemanha. O seu trabalho obteve duas menções honrosas – em “Aveiro Jovem Criador 2007” e no mesmo ano no “Prémio Salúquia às Artes” em Moura. Em 2011, integra o coletivo artístico para o projecto “A New Face – Portrait of a diary” da artista plástica Yolanda Bovens. Desde 2011 tem participado em diferentes workshops de fotografia, técnicas de gravura e serigrafia. Atualmente vive e trabalha em Guimarães.
Diana Cardoso nasceu em 1978. Dos 4 aos 14 anos viveu em Melbourne, Austrália. Viveu a sua adolescência em Guimarães e de 1997 a 2002 frequentou a licenciatura de Design Industrial, na Universidade de Aveiro tendo concluído no ano de 2003.Iniciou actividade no Gabinete de Arquitectura António Gradim em Guimarães durante 4 anos, desempenhando funções como designer industrial. Em 2007 partiu para um novo desafio profissional na TMG Automotive em Guimarães, como responsável pelo Departamento de Design.
Isabel Ferreira Alves Isabel Ferreira Alves é licenciada em Educação pela Universidade do Minho e mestre em Educação, especialização em Mediação Cultural, pela mesma universidade. Frequenta o Mestrado em Museologia na Universidade do Porto. Para além da formação académica tem formação em Design Têxtil, tendo desempenhado funções profissionais nas áreas do Design têxtil e editorial. Paralelamente estudou gravura na ESAP – Guimarães, e Técnicas Teatrais no TUM – Braga. Desde 2004 trabalha em projectos educativos no âmbito da educação não formal e artística, assim como, de curadoria e produção de eventos culturais em instituições públicas e privadas.
Jorge Castelar é licenciado em Direito pela Universidade de Coimbra. Vive em Guimarães, concelho onde nasceu. É advogado.
Ao longo de toda a sua vida tem sido interventor cívico, associativista e cooperativo, pelo que ocupou e ocupa diversos cargos em múltiplas associações sociais, cívicas e culturais do concelho de Guimarães, tendo sido fundador de várias. Foi deputado da Assembleia Municipal de Guimarães, mandatário concelhio de uma candidatura presidencial e de outra autárquica. Na área da comunicação social, foi locutor de rádio e director do jornal O Povo de Guimarães. Faz e escreve regularmente para teatro, no âmbito das Festas Nicolinas e realizou, co-produziu, assistiu na montagem e protagonizou cinco curtas-metragens para o mesmo fim.
Jorge Matos é licenciado em Comunicação Social pela Universidade do Minho e frequentou o Curso de Cinema e Audiovisual da Universidade de Marselha – Aix-en-Provence no âmbito do programa Erasmus. Especializou-se em publicidade e seguiu a área gráfica, onde já foi designer gráfico/director de arte em agências como a Popp design, Gbox, IARB, Torke – Marketing de Guerrilha. Recebeu uma menção honrosa na Experimenta Design de 2003, bienal de design de Lisboa.
Marta Pinto, apaixonada por arte, educação e pela partilha livre de ideias.
Nasceu em Guimarães em 1979. Doutorada em multimédia e educação e Mestre em Comunicação Visual e Expressão Plástica, está atualmente a fazer investigação. Foi professora de Educação Visual e Tecnológica durante 7 anos, a ensinar os alunos a não ter medo do erro. No tempo livre organiza eventos nas áreas da educação, arte e tecnologia, como forma de contribuir para a partilha aberta de experiências e conhecimento que a inspiram e que acredita serem contributos para um mundo melhor. Acredita que a partilha e divulgação aberta de conhecimento, ideias e ações positivas, dão a cada pessoa o poder de mudar o mundo.
Paula Saavedra nasceu em 1980. Licenciada em Artes Plásticas, Escultura, pela Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto.
Frequentou a Accademia di Belle Arti, Itália, ao abrigo do programa Sócrates/ Erasmus. Em 2011 finalizou a licenciatura em Arquitetura Paisagista pela Faculdade de Ciências da Universidade do Porto.
No seu percurso trabalhou tanto na parte educacional como plástica, em várias áreas artísticas.Atualmente exerce arquitetura paisagista e gestão de obra de espaços verdes.
Pedro Bastos nasceu em 1980. Com formação em Cine-video e também Teatro pela ESAP (Escola Superior Artística do Porto), frequentou o curso de 1o Assistente de Imagem (foquista) pela ECAM – Escuela de Cine de Madrid (Faculdade de Audiovisual). No seu percurso tem desempenhado várias funções na área audiovisual, bem como tem desenvolvido trabalhos artísticos em várias áreas, que passam pelo cinema, pela fotografia, até ao teatro e pintura.
Pedro Ferreira é licenciado em Artes Plásticas pela ESAD, Caldas da Rainha e possui Mestrado em Ensino de Artes Visuais pela Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação e Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto.Para além de exercer, desde 1998, docência de Artes Visuais em várias instituições de ensino, desenvolve em paralelo a sua atividade como Artista Plástico tendo participado em 2011 na 16 bienal de Vila Nova de Cerveira. Ao longo do seu percurso realizou trabalhos nas áreas de cenografia, figurinos e adereços para televisão, teatro, publicidade e eventos.
Pepe Garcia frequentou o Curso de Professores do 2o Ciclo do ensino Básico Variante Educação Visual, ESEC, em Coimbra de 1990 a 1995. Mais tarde, de 2001 a 2003, Frequentou o Master of Arts and Craft Education, em Inglaterra no Roehampton Institut of London.
Expõe regularmente desde 2004, e o seu trabalho tem passado por várias galerias e museus. Salientam-se as exposições na Galeria Mário Sequeira (Braga), Casa das Artes de Famalicão (Sines), Casa do Alto-Mae (Maputo, Moçambique), Museu Nacional Machado de Castro (Coimbra), Biblioteca Municipal de Évora (em colaboração com PIM Teatro), Teatro Olga Cadaval (em colaboração com a companhia Olga Roriz – Sintra). Actualmente é professor do quadro da escola Gil Vicente – Guimarães.
Tiago Simães é natural de Guimarães, onde nasceu em 1980. Após frequentar o Conservatório Regional de Guimarães e a Academia Valentim Moreira de Sá, ingressa na Escola Superior de Música e das Artes do Espectáculo do Porto, onde se graduou na Licenciatura Bi-etápica em Formação Musical Específica. Em 2004 realiza um Programa de Intercâmbio Escolar, com Bolsa de Estudos, em Trieste – Itália, onde estuda Regência Coral, Piano e Composição no Conservatório Nacional Giuseppe Tartini. Tem participado em inúmeros projectos como artista integrante ou convidado, concertista ou maestro, a solo ou ensemble, tendo-se apresentado em diferentes palcos nacionais e internacionais. Lecciona actualmente Formação Musical e Classe de Conjunto no Conservatório de Música de Felgueiras, tendo sido Director Pedagógico do mesmo entre 2007 e 2015.

 

Contactos:

Pedro Ferreira
96 65 824 27